O que é seguro viagem

2023-01-01

Você sabe o que é o seguro viagem? Ele nada mais é do que um contrato entre o segurado e seguradora; no qual a partir de um pagamento do segurado, a seguradora cobrirá possíveis prejuízos que surjam nas viagens do segurado. Vamos, então, traduzir tudo isso para você entender exatamente o que é?

Imagine só se durante sua viagem você quebra uma perna. Com o seguro contratado, de acordo com as coberturas, a seguradora irá cobrir as suas contas hospitalares. Bem como, o retorno para sua residência em segurança.

Neste artigo, vamos ver certinho o que é o seguro viagem. Bem como, alguma de suas principais coberturas, como ele funciona e como contratar. Ah, e também se vale a pena ou não! E fica um spoiler, sim vale a pena contratar um seguro viagem, em todas suas viagens.

Explicando o que é o seguro viagem

Mala com uma etiqueta de bagagem escrito seguro viagem em inglês

Vamos começar explicando os seguros em geral. Para isso, usaremos como exemplo o seguro automóvel. Veja, ao contratá-lo, você paga um pequeno valor (relativo ao carro e aos possíveis danos) para caso ocorra um problema a seguradora cobrir esse prejuízo.

No viagem é a mesma coisa, a seguradora irá cobrir diversos prejuízos que possam ocorrer. Sejam eles relacionados a acidentes ou doenças, atrasos de voo, de bagagem, bem como extravio de bagagem.

O que é ou não é coberto pelo seguro viagem varia de acordo com as coberturas contratadas. E elas podem ser diversas, como veremos abaixo.

Mas olha, tem uma coisa que o seguro viagem não é. E isto é um plano de saúde! Afinal, ele visa cobrir somente urgências e emergências que ocorram em viagens. Por exemplo, você não pode contratar para se tratar em outro país.

            Você sabia?

A prática dos seguros é muito antiga. Tão antiga, na realidade, que mercadores da babilônia tinham o costume de assegurar suas viagens de negócios em grupos. Todos os mercadores juntavam um pouco e, se durante a viagem acontecesse algo com um dos mercadores, ele receberia aquele valor. Para, então, apaziguar um pouco suas perdas.

Quais são as coberturas do seguro viagem?

Bem, o seguro viagem é a suas coberturas, e estas podem ser diversas. Vamos, então, resumir algumas das principais. Começando sobre a cobertura de despesas médicas-hospitalares. Que é, provavelmente, a que todo mundo presta atenção na hora de contratar a proteção.

Essa cobertura visa cobrir acidentes ou doenças que possam ocorrer durantes as viagens. Mas veja, é importante notar que o seguro viagem não é um seguro saúde. Ou seja, consultas eletivas ou investigativas não são cobertas. O que ele cobre são casos de urgência ou emergência médica. Leia mais sobre as despesas médico-hospitalares clicando aqui.

            Proteção para a bagagem

Um dos problemas mais comuns em viagens é o atraso ou até mesmo o extravio de bagagem. Isso é uma das coisas que o seguro viagem também protege. Já no caso do atraso de bagagem, você poderá ser reembolsado até o limite gastos com itens essenciais. Por exemplo, roupas apropriadas ao destino e de higiene pessoal.

Já se a bagagem for extraviada pela transportadora a seguradora pagará uma indenização suplementar de acordo com o peso da bagagem. Leia mais sobre essas coberturas de bagagem no seguro viagem neste nosso artigo.

            Casos de cancelamento

Uma das proteções do que o seguro viagem fornece é até mesmo antes de viajar. Se por um motivo de força maior você não puder viajar, serão reembolsadas diversas despesas. Por exemplo, multas com aéreo e hotel. Bem como, até mesmo, ingressos de atrações não aproveitadas.

Essa cobertura possui diversos detalhes, portanto, leia mais sobre ela clicando aqui.

            Demais coberturas

São diversas as formas que o seguro viagem irá te proteger. Portanto, separamos aqui todas as coberturas disponíveis nos planos do Vital Card. Se você quiser ler mais a fundo, um bom ponto de partida é este outro artigo.

  1. Despesas médico-hospitalares, odontológicas, por decorrência de gestação, por decorrência de esportes;
  2. Despesas farmacêuticas;
  3. Traslado médico;
  4. Prorrogação de estadia;
  5. Interrupção de viagem e regresso antecipado;
  6. Cancelamento de viagem;
  7. Regresso sanitário;
  8. Traslado de corpo;
  9. Indenização por morte acidental;
  10. Atraso de voo;
  11. Atraso de bagagem;
  12. Extravio de bagagem;
  13. Envio de acompanhante;
  14. Envio de executivo substituto;
  15. Invalidez permanente total, por acidente;
  16. Coberturas para COVID-19.

Sendo mais técnico sobre o que é o seguro viagem

Pessoa preenchendo um formulário de seguro viagem

Na realidade, aqui o assunto vale para todos os seguros. Já que este conceito é fundamental para toda e qualquer apólice que você possa ter.

Bem, todos os seguros partem do princípio do mutualismo. Em outras palavras, “um por todos e todos por um”. No qual diversas pessoas juntam um pouco de dinheiro em um fundo comum para cobrir um possível prejuízo. Por exemplo, pode ser que você nunca acionou sua apólice do seguro automóvel. Mas, teve gente que sim. E o prejuízo dessa pessoa foi pago parcialmente com o prêmio que você investiu na sua apólice.

Em outras palavras, todo mundo investe um pouco para cobrir um prejuízo muito maior.

Então, para isso acontecer, as seguradoras procuram o ponto de solvência. Também conhecido como “break even point”. Eles calculam todos os possíveis prejuízos que podem acontecer em viagens, doenças, problemas com bagagem etc. Bem como o custo desses eventos. Dessa forma eles podem precificar o seguro viagem.

Uma curiosidade: Em países como os Estados Unidos, o custo de atendimento médico é somente privado e notoriamente caro. Sendo assim, o seguro viagem para este destino tende a ser um pouco mais caro, assim a seguradora consegue o ponto de solvência.

            Você sabia?

A primeira apólice de um seguro emitida foi no século XIV, em 1347. Foi um seguro mercantil. A prática ficou muito comum durante as grandes navegações, bem como, todo o século XVI e XVII. Na qual os navegantes seguravam seus navios, se nada acontecesse, o segurador recebia parte dos lucros da viagem.

Vimos o que é, mas como funciona o seguro viagem?

homem relaxando em uma rede em uma praia, com o celular em mãos com aplicativo do seguro viagem aberto, o que é seguro viagem

Agora que você sabe o que ele é, vamos te explicar como ele funciona. Vamos começar explicando como funciona o acionamento da cobertura de despesas médicas. Já que, possivelmente, essa é uma das que gera maior preocupação.

Há duas formas de prosseguir:

  1. Reembolso;
  2. Acionando a central de atendimentos.

O método reembolso é recomendado quando for caso de emergência médica – nos casos em que o segurado não possa esperar pelo atendimento. Nestes casos, receba o atendimento no hospital ou clínica de sua escolha, guarde todas os documentos previstos nas condições gerais do produto e peça o reembolso das despesas.

Já se você acionara central, é possível ser atendido das seguintes formas:

  1. Visita a clínica ou hospital credenciado próximo;
  2. Atendimento domicílio;
  3. Telemedicina.

A forma de atendimento irá variar com alguns fatores, sendo eles: a gravidade dos sintomas apresentados, bem como a disponibilidade do dia e local.

            Acionando outras coberturas

As outras coberturas são via reembolso. No caso do seguro viagem Vital Card, você pode acionar a nossa central de atendimentos e pedir as informações de como proceder. Eles, então, explicarão todo o processo e os documentos necessários para o acionamento. São, basicamente, os comprovantes do ocorrido e os comprovantes de gastos.

Assim que toda a documentação necessária for recebida, a seguradora, então, terá 30 dias para analisar o caso. Eles verão se está tudo de acordo com as condições gerais do seguro viagem.

Vamos usar como exemplo a cobertura de atraso de bagagem. Nestes casos, a coisa mais importante a fazer é ir até o guichê da transportadora e pedir o RIB (registro de irregularidade de bagagem), ou PIR, em inglês. Além disso, as notas fiscais com os descritivos dos produtos comprados.

Você pode ler mais sobre o atraso de bagagem neste artigo.

Destinos em que o seguro viagem é obrigatório

Você sabia que em alguns países viajar protegido é uma obrigatoriedade? Notoriamente, os países do tratado de Schengen tem como requisito. Este é um acordo de livre fronteira entre diversos países europeus. E isto afeta nós brasileiros, pois, nos países participantes deste tratado podemos entrar sem necessidade de visto em caso de turismo.

Entretanto, logo entrará em vigor o ETIAS, que será um visto eletrônico. Mas ele será bem fácil de tirar, bastará pagar uma pequena taxa (cerca de 7 euros) e entregar uma documentação. Será tudo online.

Saiba mais sobre estes assuntos clicando aqui.

            O que é obrigatório no seguro viagem Europa?

Ao viajar para os países participantes do tratado de Schengen, não pode ser com qualquer seguro viagem. Ele deve conter algumas coberturas, a mais conhecida sendo a de despesas médico-hospitalares de, no mínimo, 30 mil euros. Veja aqui.

            Outros países obrigatórios

Por causa da pandemia da COVID-19, diversos países colocaram como obrigatório o seguro viagem. Mas isso mudou de acordo com os estágios, alguns deixaram a obrigatoriedade e outros tiraram. Você pode ver se seu destino é obrigatório ou não neste link da iata.

No mais, você pode entender sobre a obrigatoriedade em diversos países, bem como, muitas coisas sobre o assunto neste nosso gigantesco artigo.

Quanto custa e como contratar o seguro viagem?

Pessoa preenchendo outro formulário de seguro viagem

O custo dele, chamado de prêmio, depende de alguns fatores. Por exemplo:

  1. O destino (EUA é um tanto mais caro, devido ao alto custo do atendimento médico no país);
  2. O valor total da cobertura médica.
  3. A duração da viagem (este seguro é calculado pelo período da mesma);
  4. Idade do viajante (para passageiros da melhor idade, o valor é um pouco maior);
  5. Se haverá prática de esporte profissional (no Vital Card a prática a lazer já está incluída).

como contratar é bem fácil, especialmente o Vital Card. Basicamente, selecione o destino, o período da viagem, a quantidade e idade dos viajantes. Na próxima tela, então, basta escolher o valor da cobertura médica do seguro. Preencha os dados, selecione a forma de pagamento (podendo ser em até 10x sem juros) e puff. Tá feito. Você receberá no seu email a apólice bem como as condições gerais do produto.

            Dica importante!

Seja o Vital Card ou qualquer outro, é de suma importância você ler as condições gerais antes de contratar. Pois mesmo neste texto, ele é basicamente um resumo das coberturas do seguro viagem. O que é e o que ele cobre, estará tudo detalhado no contrato. Do Vital Card você pode encontrar facilmente neste link.

Finalizando sobre a importância do seguro viagem

Agora que vimos o que é seguro viagem. Bem como a forma que ele funciona e diversas outras informações. Vamos ressaltar a importância dele.

Nós estamos sempre suscetíveis a diversos riscos, mesmo em viagens de lazer. Por isso mesmo, para evitar prejuízos em geral, o seguro viagem será seu maior aliado.  Além disso, muito desses prejuízos podem ser extremamente caros. Principalmente em viagens internacionais.

Esperamos que a leitura tenha sido informativa, se gostou, compartilhe este artigo. E, se ficou alguma dúvida, basta deixar um comentário.

Consultar plano
Buscar plano
Duvidas?

Fale com nossos atendentes!

0800 600 5058
Redes sociais

Estamos em todas as plataformas!

Vital Card Schultz Turismo Schultz Vistos